• receitas
  • 3 dicas de sobremesas para seu almoço

    Após o almoço é normal bater aquela vontade de experimentar um doce, que vai dar aquela dose de energia extra para enfrentar uma tarde de trabalho ou estudos. Vamos apresentar 3 dicas de sobremesas para esse horário. Acompanhe!

    Torta rápida de maracujá

    A torta rápida de maracujá é muito simples e fácil de fazer. No liquidificador, bata 1 lata de leite condensado, 1 lata de creme de leite, 450 ml de suco de maracujá concentrado 1 caixa de gelatina em pó dissolvida no sabor maracujá ou sem sabor.

    Quando a mistura estiver homogênea, coloque-a na forma untada com uma farofa feita com biscoitos de maizena triturados e 3 e ½ colheres de sopa de manteiga.

    Basta colocar a forma para gelar e a sobremesa está pronta!

     

    Brigadeiro de colher

    O brigadeiro é a receita mais tradicional de sobremesa brasileira e você não precisa limitá-la apenas às festas. É uma excelente opção para ser consumida após o almoço, em uma consistência mais mole.

    Você pode usar a mesma receita do brigadeiro tradicional, misturando leite condensado, chocolate em pó e manteiga, mexendo sempre até o doce desgrudar da panela. A diferença está no uso de uma tigela com água e pedras de gelo, que vão ajudar a resfriar a mistura rapidamente para que seja colocada em pequenos recipientes para serem consumidos individualmente.

    Doce de banana

    O doce de banana é uma excelente opção de sobremesa para o almoço. Ele também pode ser feito facilmente, misturando as bananas amassadas com açúcar, mexendo sempre a mistura na panela até o doce obter uma coloração de caramelo.

    Se você quer mais praticidade ou quer levar a sobremesa ao trabalho, a bananinha cremosa é uma ótima alternativa.

    Se você não conhece a bananinha, experimente esse doce e tenha mais uma opção de sobremesa para almoço!

    Compartilhe



  • Dicas de sites
  • Como arranjar namorado vegetariano?

    Hahaha achou o título engraçado? Ok, pode ser para você, mas para pessoas vegetarianas não é não. Só quem é vegetariano sabe como é difícil a convivência com outras pessoas, ter que explicar todo dia por que você não come carne, aguentar piadinhas todo dia sobre sua escolha alimentar não é nada agradável! Às vezes você vai em uma reunião de amigos ou uma festa e ninguém se preocupou em fazer algum prato sem carne, daí você tem que se virar nos trinta para conseguir se alimentar bem.

    Agora imagine levar isso para os relacionamentos amorosos. Imagine um encontro onde você pede uma saladinha e seu parceiro uma picanha mal passada. Talvez isso no começo não faça grande diferença, mas chega uma hora que ou enjoa ou causa conflitos. Tudo complica se vocês casarem… imagine ter que definir o que comer a cada dia. Um prato com carne para o carnívoro, um prato vegetariano para o vegetariano, e você acaba passando mais tempo na cozinha do que gostaria, tendo que se desdobrar para fazer dois cardápios ideais.
    E quem cozinhará? Normalmente os vegetarianos não gostam de ter que cozinhar carnes. Eu mesma, não gosto do cheiro, nem de ter que pegar em uma carne crua – isso porque com o tempo, geralmente você vai pegando aversão à carne.

    E é uma coisa meio lógica, se você não come e é contra comer carne, por questões religiosas, éticas, ecológicas ou sei lá o quê, você acaba indo contra você mesmo se tem que cozinhar carne todo dia para outra pessoa. E também há a questão de afinidades, se procuro alguém com os mesmos valores, gostos e estilo de vida (música, política, escolaridade, religião, etc), porque vou procurar alguém carnívoro se sou vegetariano(a)?

    É lógico que há exceções. Deve haver por aí pessoas que se dão super bem com essas diferenças. Mas não é sobre exceções que estou falando.

    Agora, se você é vegetariano(a) e decidiu que quer um(a) namorado(a) que seja também, como fazer se você não conhece quase ninguém com a opção alimentar igual a sua?

    Há um tempo atrás apareceu na minha timeline do Facebook uma notícia que achei muito peculiar. Lançaram uma rede social para vegetarianos. Uma rede social de namoro para vegetarianos e simpatizantes, para ser mais precisa. É o site Namoro Veg.

    Como encontrar namorado vegetariano - rede social Namoro Veg

    Funciona como uma rede de namoros convencional, você coloca sua foto, uma descrição no seu perfil e sai buscando por aí e batendo papo com quem tem as características que você procura.

    Dá pra selecionar o nível de vegetarianismo que você busca na outra pessoa: vegano, ovo-lacto-vegetariano, lacto-vegetariano, ovo-vegetariano, vegetariano estrito, crudívoro, frugívoro, ou quem ainda não é adepto. Também dá pra pesquisar por orientação sexual, religião, estado civil, localização, idade, para namoro ou amizade, enfim, a busca é bem completa.

    E dá pra usar o site sem intenção de namoro ou casamento, dá pra trocar figurinhas com os participantes sobre regime alimentar e descolar receitas novas, lugares bacanas para frequentar, etc.

    Ainda não há muitas pessoas cadastradas por lá, o site avisa que até agora são 3762 usuários cadastrados. Então, estou dando minha forcinha na divulgação, para que mais gente bacana chegue por lá!

    Comigo ainda não funcionou, mas quem sabe pra você não dê certo?!? :)

     

    Compartilhe



  • Dicas de sites
  • Livro de Receitas Dona Benta

    Não sei como achei. Só sei que amei a idéia e tinha que vir compartilhar com vocês.

    Essa dica é pras pessoas que, assim como eu, amam cozinhar coisas diferentes. No site da Dona Benta é possível se cadastrar e ter um livro de receitas on line, personalizado com seus gostos.

    Livro de Receitas

    Ao se cadastrar, você terá que responder quantas vezes você cozinha por semana e o que gosta de fazer. O livro é lindo, gente. Achei de um bom gosto tremendo. Além das sugestões de receitas que já tem lá (delícias como Sanduíche de Pão de Queijo, Lasanha com Pesto de Manjericão ou Bolo de Chocolate Cremoso com Iogurte e Morango), você pode enviar as suas próprias receitas.

    Tem uma seção com receitas de épocas especiais: comidas típicas de festa junina e delícias de inverno.

    E ainda é possível saber quais são os alimentos de cada época do ano.

    O design do site é maravilho, um livrinho que vai virando as páginas.  O marca-páginas do livro funciona como um menu. Um mimo. Vale a pena vocês conhecerem e testarem as receitas. Depois vocês me falam se fizeram, ok?



    Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina

    Compartilhe



  • Pessoal
  • Porque não como carne

    A idéia deste post surgiu do convite para participar do Churrasco da minha classe…

    É comum as pessoas estranharem quando eu digo “não como carne”, o que vejo frequentemente é uma careta, uma cara assustada e a pergunta.. “você não come carne? o que você come então?” como se todo mundo comesse carne até no café da manhã..

    Então vamos responder…

    O que você come então?

    Como tudo o que você come, menos carne. Sou ovo-lacto-vegetariana, isso significa que me abstenho de carne, mas ainda como produtos de origem animal como leite, ovos ou queijo.

    Por que você não come carne?

    Uma mistura de fatores. Meu pai é vegetariano há muito tempo, o que me influenciou. Também nunca fui de comer taaanta carne, sempre odiei o gosto de peixe. Sigo a Bíblia e só comia carnes puras, de acordo com Levítico 11. Acredito que o bem estar físico interfere em nossa espiritualidade, ao me aprofundar no assunto, descobri o mal que a carne faz e decidi não comer mais. Ah sim, o fato de eu ter um bichinho em casa me levou a ser mais sensível aos animais..

    Sua religião proibe comer carne?

    Não, isso é um erro que as pessoas cometem, rotulando. Os Adventistas do 7º Dia seguem a Bíblia, e segundo orientação de Deus, existem carnes puras e carnes impuras. Podemos comer das puras, porém o melhor mesmo é não comê-las. Se você pegar a História, vai ver que na Criação do mundo, Deus instituiu as frutas, verduras e leguminosas como alimentação ideal do homem. A carne entra na História depois do dilúvio, eles não tinham mais nada para comer.. É a partir daí que as pessoas começam a viver menos.. coincidência? Acho que não.

    Mas você não tem falta de proteína?

    Não. Isso é crendice dizer que se não comer carne vai ter falta de proteína. É só saber combinar os alimentos e buscar proteínas em outras fontes.

    Isso não te atrapalha?

    Tenho sorte de ter amigos vegetarianos. Quando conheço algum é uma alegria. Esses dias descobri na minha classe um colega que também é vegan, a gente se abraçou, foi divertido.

    Mas comida vegetariana não é ruim?

    Não. Eu particularmente amo saladas e pão integral. Nosso paladar leva um tempo pra se acostumar a novos sabores, mas acredite, o paladar é “acostumável”. Por exemplo, a primeira vez que comi açúcar mascavo achei aquilo horrível, hoje acho ele docinho e sempre uso.

    Documentário “A Carne é Fraca”

    Há muitos fatores que fazem uma pessoa se tornar vegetariana: ética, ambiental, biológica, espiritual. Abaixo está o documentário que fala a respeito da questão ambiental (você sabia que comer carne polui o ar?)e ética (até que ponto um ser vivo pode chegar para satisfazer suas escolhas..)

    Talvez choque alguém, se achar ofensivo, não clique nos vídeos abaixo.

    Revistas que falam sobre vegetarianismo:

    Vida e Saúde Vegetarianos

    Links Interessantes:

    Proteínas para Vegetarianos – Onde Encontrar?

    Livros sobre Culinária Vegetariana

    Orkut – Orgulhosamente Vegetariano

    Orkut – Vegetariano por Amor aos Animais

    Orkut – Penso, Logo sou Vegetariano

    Orkut – Vegetarianismo



    Compartilhe