• Moda
  • A eterna dificuldade de escolher o vestido ideal

    Escolher roupa sempre foi uma grande dificuldade para mim. Escolher o vestido ideal para o dia a dia ou para aquela situação especial então, sempre uma grande aventura. Quem me conhece sabe que gosto de mudanças, mas na hora de escolher roupa, sempre fico em dúvida.

    Por isso, fui buscar algumas dicas que me ajudassem na escolha do modelo ideal. Uma base empírica que me tire a dúvida que me atormenta toda vez que tenho que escolher um look mais especial. E descrevo abaixo algumas dicas, para que você encontre o modelo ideal para qualquer ocasião.

    O modelo de vestido certo para a ocasião certa

    Não há como se decidir por um modelo de vestido, sem saber qual é o estilo da ocasião. Então, sabendo qual o local, evento, clima e até a faixa etária das pessoas que lá estarão, fica mais fácil se decidir pela peça ideal.

    É uma festa de formatura, ou um evento mais formal? Vale a pena apostar nos modelos mais clássicos, como o ombro a ombro ou vestido evasê. Não descarte também a opção do vestido tubinho, pois esse clássico da moda feminina, combinado com um belo salto alto pode ser usado em variadas situações, sem destoar do ambiente.

    como escolher o vestido ideal

    O decote pode ser peça fundamental no seu look. Em excesso pode se sobressair demais e causar constrangimento, mas na medida certa, acrescenta sofisticação ao seu visual e te deixa mais atraente. O ideal é ponderar o que cabe ou não cabe para a ocasião e deixar que o decote te acrescente sensualidade, sem te expor a excessos.

    O comprimento de vestido ideal

    O comprimento escolhido deve estar fortemente relacionado com o tipo de ocasião. Se uma situação mais formal, aconselha se o uso de um vestido longo ou um vestido midi. Já se a situação for mais casual, cabe a escolha de um vestido curto em tecidos mais leves e confortáveis.

    como escolher o vestido ideal

    O modelo curto costuma ser mais casual, mas pode ter seu grau de sofisticação também, a depender do seu modelo e composição. Mesmo um modelo mais simples, aliado a uma boa combinação de make e acessórios, pode te deixar elegante e sofisticada. A presença de brilho e pedrarias também soma pontos em um modelo curto. O cuidado com fendas e decotes em excesso é necessário para a peça não ficar sensual demais.

    O vestido midi é uma peça que está entre os comprimentos curto e longo. Ideal para quem quer manter a classe, sem precisar a recorrer à um vestido longo, mas também não quer sentir-se tão exposta quanto num modelo curto. O comprimento midi é clássico e pode ser encontrado com várias modelagens diferentes. Com certeza uma tem o seu estilo.

    como escolher o vestido ideal

    Os modelos de vestidos longos são elegantes e versáteis. Desde os vestidos longos estampados, até as opções em cores lisas, há muita variedade para se escolher. Você pode encontrar muitas opções de vestidos de festa nesse comprimento, pois ele carrega consigo uma formalidade natural.

    como escolher o vestido ideal

    Escolhendo a cor ideal para o seu vestido

    Na hora de escolher a cor do seu vestido, você precisa novamente pensar na ocasião. A cor diz muito sobre a sua personalidade e você tem que se sentir bem com a sua escolha, mas algumas regras de etiquetas precisam ser seguidas para não causar constrangimento.

    Se a ocasião é uma formatura, procure saber qual a cor escolhida pelas formandas, para que você não seja confundida com elas. Normalmente há uma cor relacionada a cada área de atuação e você não deve usar um modelo nesta mesma cor.

    A mesma coisa em festas de casamento. Normalmente a noiva se casa de branco, então evite que esta seja a cor do seu vestido, para não concorrer com a noiva. Ela deve ser o centro das atenções sempre. Se puder, evite também a cor escolhida pelas madrinhas de casamento, para não ser confundida com uma delas.

    O vestido preto é uma opção que você precisa ter no seu guarda roupa. Um verdadeiro coringa que cabe em vários espaços. Clássico e fácil de combinar, vai bem desde o modelo de vestido tubinho até o modelo de vestido evasê ou ombro a ombro.

    como escolher o vestido ideal

    Não importa quantas dicas você leia, a mais importante de todas é: você precisa sempre estar confortável com o vestido que escolher. Isso significa além de se sentir confortável fisicamente, você também precisa se sentir linda e confiante para usá-lo com prazer. O vestido é uma segunda pele e você tem que se sentir livre ao usá-lo.

    Compartilhe



  • Moda
  • Homens modernos: a moda e o bem-estar consigo mesmo

    O short jeans masculino faz com que os homens estejam sempre na moda e aproveitem da melhor forma possível um ambiente de lazer com uma peça bem despojada.

    Hoje em dia, os homens estão mais preocupados com a aparência do que antigamente, pois surge no mercado cada vez mais utensílios que contribuem para que eles fiquem mais vaidosos e dentro da moda.

    shorts jeans para homem

    A bermuda jeans masculina é um exemplo de peça de roupa bastante utilizada, pois é muito comum nos dias mais quentes, além de trazer conforto e bem-estar, independente do seu modelo e tamanho.

    Como é uma peça bastante usada no dia a dia, novos modelos aparecem e se destacam no mercado, bem como o short jeans masculino, que é bastante semelhante à bermuda e traz diversas vantagens com a sua utilização.

    Por que essas peças garantem benefícios?

    Tanto uma bermuda como o short masculino são peças cada vez mais modernas no mercado, pois modelos novos tomam conta das lojas e se sobressaem dos modelos mais antigos, que eram mais compridos e bastante simples.

    shorts jeans para homem

     

    Hoje uma bermuda jeans masculina costuma ter o comprimento um pouco acima do joelho e tons diferenciados que fogem um pouco do tradicional, além de apresentar um design moderno como estampas diversas e inovadoras.

    O short jeans masculino acaba sendo uma peça mais despojada e informal, ideal para ocasiões ao ar livre ou mesmo em dias mais quentes. Seu comprimento é um pouco mais curto que as bermudas e traz um ar mais leve, ideal para o lazer.

    Garanta já o seu bem-estar com o modelo certo de roupa!

    Com isso, vemos o quanto um short jeans masculino faz a diferença no seu guarda-roupa e o insere cada vez mais dentro da moda, pois é moderno e com modelos diversificados que se diferem entre si e chamam bastante a atenção.

    shorts jeans para homem

    Portanto, não deixe de adquirir uma bermuda jeans masculina que apresenta estilos, design e tamanhos diversos para que você possa usufruir de uma peça de qualidade e bem aperfeiçoada para o seu cotidiano.

    Compartilhe



  • Moda
  • Como escolher o melhor turbante pra quem faz quimioterapia

    É muito difícil para qualquer pessoa descobrir que está com câncer. Entretanto, para as mulheres pode ter um significado ainda mais difícil. As pessoas que fazem quimioterapia sofrem diversos efeitos colaterais, e para as mulheres isso pode afetar diretamente sua autoestima.

    Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), em 2018 a estimativa de casos de câncer no Brasil foi gritante. Nos homens, o que tem mais incidência é o câncer de próstata, chegando a 31,7 % dos casos.

    Já nas mulheres, a maior incidência é do câncer de mama. Em 2018, foram registrados 59.700 casos novos. Esse número chega a 29,5% dos casos. Em decorrência disso, é sempre essencial trabalhar a autoestima dessas mulheres.

    Existem vários meios de fazer isso, um desses meios e o que vamos trabalhar nesse artigo é como escolher o melhor turbante pra quem faz quimioterapia. Visando tanto a beleza, como o maior conforto para essas mulheres.

    Como escolher o melhor turbante pra quem faz quimioterapia

    A história do turbante

    Não se sabe exatamente onde e quando surgiu o turbante. Entretanto, no Brasil, ele carrega vários significados remetentes a cultura afro. É um símbolo de resistência e valorização da beleza da mulher negra.

    Ao pesquisar sobre há fontes que apontam o turbante como utilizado primeiramente pela cultura Islã, desde sua criação. Sendo levado posteriormente até a Índia, onde existe um grande significado religioso, de maturidade e elevação espiritual até a identificação de classe social.

    No Brasil, o uso do turbante perpassa pelo menos processo de identidade. Acaba se tornando um símbolo da resistência e de trazer consigo as raízes de um contexto cultural que se encontra presente até mesmo nos dias de hoje.

    Antes de utilizar o turbante é importante ter conhecimento que ele é um símbolo importante em determinadas culturas. Por isso, se faz essencial saber que não é apenas uma peça para uso estético.

    Como escolher o melhor turbante para quem faz quimioterapia

    Escolher um turbante pode não ser um processo fácil. São diversas as texturas, cores e amarrações que um turbante pode ter. Além disso, é preciso escolher aquelas que mais se adequam a poucos ou nenhum cabelo.

    Caso você esteja insegura ou em dúvida, é sempre legal ter alguém que você confie do seu lado. Como dito acima você pode escolher o turbante através de cores, amarrações e textura.

    Como escolher o melhor turbante pra quem faz quimioterapia

    1.    Cores

    Para ter como base as cores na escolha do turbante, você pode apostar de acordo com a estação em qual você está. Como estamos na estação Outono, é nela que iremos focar.

    As cores em alta para a estação Outono 2019 transmitem confiança, ousadia e inteligência. Nessa paleta você pode escolher a que maior reflete sua personalidade. A paleta conta com 12 cores lindíssimas.

    Chilli pepper: A primeira cor é chilli pepper. É um vermelho intenso, não tão vivo, que reflete a cor encontrada em pimentas.

    Bikingred: Um vermelho escuro. Se aproxima muito do tom de vermelho bordo.

    Crème de Pêche: Uma cor neutra e linda que irá combinar com qualquer coisa. O crème de pêche é de um pêssego suave, muito claro.

    Peachpink: Muito semelhante a cor anterior, porém com um tom de rosa mais acentuado. O peachpink é muito utilizado em cores de blush, para dar “uma corzinha” as bochechas.

    Rockyroad: Ótimo para quem da preferencia a cores escuras. O rockyroad é de uma cor de marrom intenso e profundo, que lembra a um tom de terra ou até mesmo grãos de café.

    Fruitdove:Um rosa estilo chiclete. Ótimo para quem quer fazer um look mais moderno e extrovertido.

    Sugar Almond: É um marrom adocicado. Levemente puxado para o tom acobreado.

    Dark cheddar: Essa é uma cor que não poderia faltar. O amarelo. A gente pensa em outono e já se lembra dele. O Dark Cheddar, como o nome já diz, lembra muito a cor do queijo cheddar. É uma cor entre amarelo e laranja.

    Galaxy blue: Essa é pra quem nunca deixa o azul de lado. É um azul entre o tom índigo e royal.

    Bluestone: Essa é uma variação de azul quase chegando ao cinza. Muito linda para seus turbantes.

    Laranja Tiger: É um laranja intenso, lembra a cor de uma tangerina. Transmite força, ideal para um turbante para quem faz quimioterapia.

    Eden: Essa cor é de um verde que é impossível não se apaixonar. Lembra muito a limo ou a cor de árvores de natal.

    Dentro dessas cores, você ainda pode combinar estampas. Tudo para ter o turbante que mais se adeque com você.

    2.    Amarrações

    O turbante existe de diversas formas. Mas as suas variedades estão nas suas amarrações. São diversas as formas como você pode escolher utilizar o seu turbante. Você pode ainda escolher um que já venha com a amarração pronta. Abaixo ensinamos duas amarrações simples para começar a utilizar seu turbante.

    Como escolher o melhor turbante pra quem faz quimioterapia

    Quanto maior for o seu turbante, mais amarrações você será capaz de fazer com ele. A primeira amarração e mais simples é cobrir toda a cabeça com o turbante puxando-o todo para frente. Com a sobras do tecido torça-o e então arremate fazendo algo como um circulo e colocando a ponta do tecido para dentro.

    No segundo tipo de amarração, você irá pegar todo o turbante e apoiar no seu pescoço, com cada ponta para um lado. Isso com o turbante dobrado. Você irá então pegar a primeira dobra e cobrir toda a cabeça.

    Com o excesso de tecido que sobrar para os lados, puxe a maioria para um lado. Então pegue a ponta do outro lado e passe pela frente da cabeça, passando a outra ponta por cima. Com o excesso dê varias voltas e com o que sobrar do tecido encaixe abaixo das voltas que foram dadas.

    Você está pronta para sair com seu turbante! Caso tenha dificuldades com as amarras, peça auxilio para a pessoa que te vender o turbante.

    3.    Textura

    Para pessoas que tem pouco ou nenhum cabelo, o ideal é evitar tecidos muito lisos para que não caiam ou se desfaçam. Procure por tecidos mais grossos ou de malha. Tente evitar os tecidos de cetim ou seda.

    Como escolher o melhor turbante pra quem faz quimioterapia

    Com esse artigo, escolher turbantes para quem faz quimioterapia se torna muito mais fácil. O turbante irá ajudar pessoas que ainda não se acostumaram com a perda de cabelo devido a quimioterapia ou que precisam elevar sua autoestima.

    Compartilhe



  • Moda
  • Truques para sempre arrasar no look

    Se você gosta de andar sempre com um visual impecável, saiba que alguns truques de moda podem ajudar a nunca errar ao se vestir, seja ao usar um Vestido Longo de festa, ou até mesmo looks mais casuais. Por isso, confira 3 truques para sempre arrasar no look!

    1. Adquira peças atemporais

    Ter algumas peças que saem rápido de moda pode até ser bacana, mas é preciso também adquirir peças atemporais para o seu guarda-roupa. Com isso,você terá sempre opções para qualquer ocasião.

    Assim, lembre-se de investir em uma boa calça jeans, casaco em cor neutra e em material durável, vestido de tule bordado, pois são peças que nunca saem de moda.

    2. Tenha uma saia preta

    Para ter um guarda-roupa enxuto, mas com boas opções na hora de se vestir, é imprescindível ter uma Saia Preta nele. Ela pode ser usada tanto em ocasiões mais formais quanto nas informais. Tudo depende das composições que você queira fazer, que são infinitas.

    Essa composição pode ser feita com a saia e blusa mais formal e em tecido mais sofisticado, esse look pode ser outra opção ao Vestido Longo. Para eventos informais, a saia pode ser usada com blusa básica e tênis, por exemplo, dando um ar mais despojada e confortável.

    3. Domine as combinações

    Ter várias combinações prontas, facilita na hora de se vestir e arrasar no look. Por isso, tenha sempre combinações prontas, ou seja, escolha várias opções de look com a mesma peça.

    Uma dica é usar a internet para se inspirar, buscando looks com a peça que deseja utilizar. Dessa forma, você consegue aumentar ainda mais a sua criatividade, seja para usar aquele seu vestido de tule bordado ou até para peças mais informais.

     

    Gostou de conhecer os 3 truques para sempre arrasar no look? Então, para mais dicas e artigos interessantes, continue acompanhando o blog!

     

    Compartilhe